Quarta-feira, 1 de Dezembro de 2004

Análise - Killzone

CapaKillzone.jpg 

Killzone

Halo-Killer! Foi assim que a Guerrilla apresentou Killzone. E isto foi o suficiente para a comunidade gamer ficar em polvorosa.

Para já temos que dizer para quem não sabe, que Halo é provavelmente o melhor FPS de todos os tempos, talvez só ultrapassado pela sequela, saída este ano, temos que dizer ainda que este mesmo jogo pertence á grande rival da Playstation 2, a X-Box.

Quando foram lançadas as primeiras imagens de Killzone, a comunidade gamer dividiu-se; enquanto os fãs da PS2 diziam que este já apresentava melhor aspecto que Halo, os fãs da consola da Microsoft diziam que os gráficos não são o mais importante num jogo e que mesmo em termos gráficos Halo era superior, já para não dizer que o que deveria servir de termo de comparação deveria ser Halo 2 e não o 1º jogo.

Prometo que a partir de agora só voltarei a falar de Halo no final da crítica e que agora as atenções estarão voltadas para Kilzone, mas esta introdução era mesmo necessária.

Antes demais, quando meterem o Cd de Killzone na vossa PS2, NÃO passem o video de introdução, pois se não tinham vontade em jogar este jogo, a partir de agora terão a maior vontade do mundo, este vídeo não só nos contará a história do jogo, como nos dá, desde logo, a ideia do que podemos esperar em termos de gráficos, é uma introdução, sem dúvida, bastante poderosa.

A acção deste jogo passa-se num futuro indefinido, em Helgan, planeta onde um grupo de rebeldes (Helgast) se separou das foças ISA da Terra, e a nossa missão é voltar a pô-los no seu devido lugar. A história não é, obviamente, tão básica quanto isto, antes pelo contrário, já que a história é excelente. Para não variar dos restantes FPS esta inclui algumas reviravoltas no enredo, se umas são mais ou menos esperadas, outras nem tanto.

No início de cada nível temos quatro personagens em que temos que escolher uma, que se manterá connosco até ao final do nível, cada personagem tem as sua próprias características, sendo que um tem bastante força, só que é lento (Rico), a personagem feminina (Luger) tem como especialidade a acção furtiva, mas tem pouco poder físico, há uma personagem que é metade Helgast e como tal tem grande facilidade em manusear as suas armas (Hakha) e por fim, o que é mais equilibrado em todas as características (Templar).

As armas do jogo são bastante interessantes, mas só podemos ter três de cada vez, característica que faz com que o jogo se assemelhe mais à realidade do que a maioria dos FPS´s actuais. As nossas armas são bastante rápidas, mas em compensação as dos Helgast´s são bem mais potentes, por isso convém ter sempre uma ao nosso dispor para o que der e vier. Já que falamos de como funcionam as nossas armas, vamos aprofundar mais a jogabilidade a nível geral.Vocês certamente já se sentiram ludibriados com um jogo, por ser difícil de saber para onde se tem que ir, no entanto esta é também uma virtude de Killzone, porque sem darmos muito por isso somos levados para onde o jogo nos quer levar, e por isso nunca se sentirão perdidos.No entanto, tenho algumas queixas quanto á jogabilidade, como defeitos temos a incrivelmente má IA dos adversários e a inconsistência dos nossos adversários, que muitas vezes são tão fortes que nem com 30 tiros caem, enquanto noutras situações basta um tiro e...caiem imediatamente.
Falemos agora da grande qualidade deste jogo...os gráficos; estes são absolutamente espantosos e penso que é bastante difícil, senão impossível, fazer melhor na PS2.

O jogo está cheio de pormenores que nos deixam literalmente de boca aberta, reparem nas rugas das personagens ou nos edifícios imponentes que nos fazem crer que aquilo será mesmo o nosso futuro. No entanto tenho que referir que um do grandes problemas deste jogo vem mesmo na parte gráfica.

E agora as criticas em forma de pegunta:

Porque é que quando nós estamos a disparar contra alguém, esse alguém não esboça a mínima reacção facial? E porque é que a framerate se engasga logo nos momentos mais importantes da acção?

Até chega a ser frustrante vermos um jogo com uma qualidade gráfica tão imponente, ter bugs que não se faziam na velhinha PSOne. Quanto aos gráficos, temos ainda de referir que o jogo é um pouco cansativo, graças ao seu ambiente demasiado acizentado, um pouco semelhante ao que acontece com The Getaway, por fim, só tenho a dizer que se são daqueles que desesperam com os tempos de loading, este jogo não é motivo para preocupação, uma vez que conseguem atravessar níveis enormes, sem terem um único loading, mais um aspecto em que a Guerrilla fez um excelente trabalho.

Na questão sonora, temos o melhor e o pior, primeiro as boas notícias, e essas são que as músicas do jogo estão brilhantes, tal como o ambiente de guerra, com granadas a caírem a poucos metros de nós, parecendo que estamos mesmo numa guerra a sério, no entanto não há nada mais irritante que os gritos repetidos de 10 em 10 segundos (se tanto...) dos Helgast´s, principalmente quando são abatidos, no entanto na parte sonora as coisas boas sobrepõem-se ás más, e aqui o jogo passa com distinção.

Comentário Final:

Confesso que não me foi nada fácil fazer a análise a um dos jogos mais controversos dos últimos anos. Mas é um jogo que merece que seja falado, não só porque é o concorrente a Halo, mas também porque é um grande jogo, tanto em termos temporais como em termos de qualidade. No entanto, e pelas razões já mencionadas, este jogo não consegue atingir o patamar da excelência, ainda assim é um sólido FPS, e penso que todos o deviam experimentar, nem que seja apenas para apreciar os seus cenários grandiosos, algo nunca antes visto na PS2.

Nota Final: 8.5/10

Analisado por: Kamaboim
publicado por hogwart às 18:04
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Anónimo a 1 de Dezembro de 2004 às 18:47
Em primeiro lugar parabéns por mais esta excelente review.
A IA era a minha grande dúvida em relação a este jogo. Lembro-me de ver um vídeo com o jogo a correr em que os nossos adversários tinham um comportamento ridículo quando nos aproximávamos deles e fiquei logo de pé a traz relativamente a este jogo.
Como vi esse vídeo se calhar há mais de seis meses decidi dar o benefício da dúvida à Guerrilla, já que em princípio iria ter mais que tempo para o corrigir mas segundo aquilo que pude ler na tua review aquilo está mesmo mau.
Só o devo comprar quando o encontrar por aí com um preço simpático o que não deve faltar muito para acontecer. ;)hogwart
(http://gamersparadise.blogs.sapo.pt)
(mailto:hogwart@winning.com)

Comentar post

Maio 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

tags

todas as tags

posts recentes

[360] Trailer de Naruto R...

[Multi] Notas Famitsu

[Multi] Notas Edge

[360] Vídeos ingame da Be...

[Multi] Top Software / Ha...

[Wii] Vídeos de Resident ...

[Multi] Mais detalhes par...

[Multi] Trailer de Fractu...

[PSP] PSP baixa de preço ...

[Multi] Vídeos de Colin M...

[Multi] Famitsu anuncia o...

[PSP] Trailer de Wipeout ...

[Wii] Pub Resident Evil 4...

[NDS] Vídeos ingame de FF...

[Multi] Top Software / Ha...

[PS3] Trailer de Tekken 6

[Multi] Top Software - Re...

[Multi] Vídeo ingame de U...

[Wii] Capcom com projecto...

[PSP] Trailer 300 March t...

[NDS] Novas imagens para ...

[PS3] Vídeo ingame de Vir...

[PSP] Final Fantasy faz 2...

[Multi] Trailer de Strang...

[Multi] Notas Edge

[PC] Vídeo de Thorins em ...

[Multi] Notas Famitsu

[PSP] Trailer de Chili Co...

[Multi] Notas Game Inform...

[PC] Intro de WOW: The Bu...

[Multi] Top Software / Ha...

[PC] Crysis@CES07

[PSP] Conteúdo exclusivo ...

[360] Lost Planet - Revie...

[PS3] Detalhes europeus p...

[PS3] Publicidade PlaySta...

[PS2] FF XII a 22 de Feve...

[NDS] Trailer de FFXII Re...

[360] Crackdown com invit...

[360] Irmãos Stamper aban...

[PSP] Tales of the World:...

[PSP] MGS: Portable Ops 2...

[Multi] Top Software - Re...

[360] Halo 3 - Acção Inga...

[NDS] 5 milhões para Drag...

[PS3] PUB Final Fantasy X...

[PSP] PSP com disco inter...

[PS3] GTHD Demo

[GP] Boas Festas

[Wii] Datel prepara versã...

arquivos

Maio 2007

Abril 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

subscrever feeds