Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GAMERS PARADISE

GAMERS PARADISE

Análise - Shin Megami Tensei: Nocturne

hogwart, 16.03.05

smt_nocturne.jpg

Shin Megami Tensei: Nocturne prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />


Plataforma: PS2


Género: RPG


Lançamento: Disponível US e JAP


Desenvolvimento: Atlus Co.


Editora: Atlus Co.


Site oficial: http://www.atlus.com/smt/main.html


Sempre que é anunciado um novo RPG, ficámos ansiosos por ver e saber qual a história que o mesmo irá ter.


Será um mundo medieval ou um mundo futurista? As personagens são humanas ou fruto da fantasia que o jogo poderá proporcionar?


Estes e outros são sempre parâmetros esperados num jogo deste género que de há uns anos para cá tem ganho cada vez mais adeptos na Europa muito por culpa do lançamento da PlayStation e os seus inúmeros RPGs. É claro que outros existiam mas, a mim pessoalmente, fez-me abrir os olhos a um género que por mim era ignorado!


nocturne_01.jpg

Mas nesta maré de RPGs existem aqueles que por alguma razão se destacam mais e trazem ao género algo de novo e inesquecível.


E este SMT Nocturne é um exemplo disso. Se pensam que só a Square-Enix é que sabem fazer bons RPGs então desenganem-se porque neste a Atlus dá cartas e muito altas!


Espera-nos um jogo longo, belo e difícil!


Esqueçam os cenários belos e paradisíacos de um Final Fantasy...neste jogo somos presenteados com cenários fantásticos sim mas em nada paradisíacos.


nocturne_02.jpg

No jogo, começamos a nossa aventura em Tóquio, e cedo somos informados que algo de estranho se está a passar na cidade. Na tentativa de sabermos o que se passa, saímos para as ruas em busca de informações, informações essas que nos levam ao local onde poucos minutos depois de termos iniciado o jogo, levámos logo com O plot twist que modifica completamente a história.


Só posso adiantar que a mudança vai fazer com que o jogo tome um rumo completamente diferente daqueles a que estamos habituados a ver.


Graficamente o jogo apresenta um aspecto "divinal" (ou melhor dizendo, demoníaco) com o excelente uso da técnica Cell-Shading que tão bons resultados trouxe em jogos como Zone of the Enders: The 2nd Runner ou Zelda: The Wind Waker.


nocturne_03.jpg

Os personagens estão muito bem estilizados e o uso desta técnica permite dar maior ênfase aos sentimentos das personagens.


Depois da tal alteração na história, o nosso personagem que foi pessoalmente afectado por essa mudança, assume uma nova aparência que por sua vez lhe confere a possibilidade de usar certos poderes que até aí nem imaginava vir a tê-los.


Mas não é só o nosso herói que assume uma nova aparência...Tóquio também sofre alterações a nível de estrutura e vai dar-nos a conhecer uma versão mais caótica que abre as portas para o que se avizinha.


nocturne_04.jpg

Mas não é só de bons gráficos que vive este jogo...também o apartado sonoro confere ao jogo um ambiente de mistério, com músicas adequadas a cada situação.


A nível jogável o jogo implementa algumas ideias pouco usadas até agora nos jogos do género e que passam pelo facto de podermos recrutar a nossa party a partir das batalhas que fazemos com determinados inimigos.


Original também é a forma como os personagens vão evoluindo em poder e também em aspecto à medida que avançamos no jogo.


E falando em avanço no jogo, este promete-nos + de 50h de jogo contando que fazem as side-quests e os mini-games, num dos RPGs mais maduros e longos que apareceram até agora na PS2, e com um grau de dificuldade que fazem dele um jogo menos acessível para aqueles que não estão muito habituados a este género.


nocturne_05.jpg

Havia muito mais para se falar sobre SMT Nocturne mas com o risco de revelar informações importantes sobre a história e o desenrolar da mesma não me é possível revelar muito mais do que estas linhas, apenas que felizmente pude deitar as mãos a um dos melhores RPGs da PS2 e que é uma lufada de ar fresco no género!


É um jogo obrigatório para os fans dos RPGs mas que infelizmente não tem saída prevista para a Europa fazendo com que a importação seja o meio para conseguirmos jogar esta obra-prima!


nocturne_06.jpg

Grafismo: 10 (excelente uso da técnica Cell-Shading)


Som: 9


Jogabilidade: 10 (implementa novidades no género que são sempre bem recebidas)


Longevidade: 10 (+ de 50h de jogo e 7 finais possíveis fazem dele um dos mais longos RPGs)


História: 10 (pela quebra da rotina, pelo teor mais maduro e sombrio merece com todo o mérito esta pontuação)


Total: 9,8 (sem dúvida um dos grandes da PS2)


Analisado por: AnimeMatrix