Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GAMERS PARADISE

GAMERS PARADISE

Análise - Brothers in Arms: Road to Hill 30

hogwart, 07.04.05

bia_capa.jpg

Brothers in Arms: Road to Hill 30 prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />


Plataforma: Xbox (Também disponível para PS2 e PC)


Género: First-Person Shooter


Lançamento: Já disponível


Desenvolvimento: Gearbox Software


Editora: Ubisoft


Site oficial: http://www.brothersinarmsgame.com/uk/index.php


Segunda Guerra já tem sido retratada por muitos e diversos jogos que tem tido todos bastante sucesso. Medal of Honor começou a febre de jogos sobre a 2ª Guerra, de seguida o Call of Duty e Battlefield 1942. Entretanto viram que a segunda guerra estava a ficar pouco na moda e começou-se a fazer mais jogos do Vietname ou sobre a guerra no médio oriente etc... O que se tem verificado nos jogos sobre a segunda guerra até ao Brothers é que nós sozinhos conseguíamos derrotar exércitos inteiros de Hitler. Ora na realidade a guerra não foi ganha com um super bad ass soldier com um charuto na boca e metralha na mão a avançar imparavelmente sobre os exércitos de Hitler. E é aqui que brothers in arms inovou. É aqui neste ponto que a Ubisoft e a Gearbox apostaram e ganharam.


bia_1.jpg

História


A história do jogo é baseada numa série que passou na TV, e basicamente é a história da 101º divisão aerotransportada que no dia D aterrou atrás das linhas alemãs para preparar o terreno para a invasão ser bem sucedida.


bia_2.jpg

Jogabilidade


Bem o jogo é um típico FPS mas com um nível de realidade bastante elevado. A primeira coisa com que deparamos é a ausência de mira. Para disparar como deve ser temos de fazer um click no analógico direito para por a arma no centro do ecrã e usar as miras que as armas têm embutidas na ponta do cano. E não, não vale a pena andar a tentar disparar com a arma na posição normal pois nem acertavam numa vaca mesmo que ela estivesse na 30 metros de vocês. Por isso quem gosta de se armar em Rambo e atirar-se para o meio dos inimigos não tem hipótese. A segunda coisa é termos uma equipa ou duas para comandar. Temos de dar ordens aos nossos soldados e usar tácticas de flanqueamento para destruir os exércitos poderosos de Hitler. É bastante fácil de mandar ordens aos nossos irmãos de armas, e tenham em atenção a vida dos vossos irmãos também pois eles são a chave para ter sucesso neste jogo. Por isso não vai funcionar a táctica do vão vocês matar que eu fico aqui descansado. Portanto isto para quem jogou Halo e parta quem jogou Full Spectrum Warrior vai adorar este jogo, já que este é um híbrido dos dois e está bastante bem feito.


bia_3.jpg

E ao longo do jogo também vão perguntar: Mas o que é isto? Passei uma missão e só vi uns 15 alemães? Pois realmente para quem tem habituado aos Medal of Hanor e aos Call of Duty vão estranhar não existir tantos inimigos. Mas se formos a ver não acredito que na vida real o número de inimigos tenha sido muito maior (ou menor) que o de Brothers in Arms... Bem mas não subestimem já estes alemães pois estes tipos são bem duros de roer e tem uma pontaria bastante apurada. Eles têm melhores armas que nós, tem por vezes suporte de tanques nazis que são autênticos terrores sobre lagartas e têm uma IA super boa e que não perdoa erros da nossa parte. Os nossos irmãos de armas também são bastante competentes. É realmente notável a IA deste jogo.


bia_4.jpg

O que este jogo não nos dá é aquelas missões épicas que outros jogos representam como por exemplo o Desembarque da Normandia em Medal of Honor. Mas digo-vos que as missões de Brothers in Arms são bastante dramáticas. Sentimentos como o medo, a saudade dos que morreram e a camaradagem são representados de forma excelente. Realmente neste aspecto que tanto caracteriza a 2ª guerra mundial é o único jogo que retrata como deve ser estas histórias dramáticas que fazem parte de todas as guerras.


bia_5.jpg

Gráficos


Realmente em termos de grafismo o jogo não espanta. Não se compara com Halo 2 nem com Crónicas de Riddick mas fazem bem o seu trabalho. O jogo tem animações espectaculares, nunca vi um soldado a correr tão bem como neste jogo. Os cenários no geral são matagais e quintazecas depois mais matagal e mais uma quintarola ou uma aldeia, mas existem algumas missões em que os cenários mudam um pouco como por exemplo uma missão em que estamos numa igreja e vemos uma cidade imensa aos nossos pés cheia de destroços, carros abandonados, soldados alemães e tanques. Mas fazendo um balanço das missões é muito matagal. Mas é matagal porque realmente na altura era só matagal na Normandia e este jogo retrata perfeitamente a Normandia. Até existe uma piadazita sobre o jogo que diz que quem jogar o jogo todo de brothers in arms está habilitado para fazer de guia turístico na zona. No fim de cada missão vocês desbloqueiam uns extras que consistem muitas das vezes em Fotos aéreas da zona e dos edifícios e depois vocês olham para as fotos e dizem assim: Olha aquela era a casa onde estava aquele alemão na janela e que levou com uma bazookada na mona!!!


bia_6.jpg

Som


Sonoramente está muito bom, O jogo tem uma banda sonora muito boa, o som das armas é igual aos das suas congéneres verdadeiras, as vozes estão muito boas... no geral está tudo muito bem. Quem tiver um sistema 5.1 então até se vai passar, é como ver o resgate do soldado rayne no cinema. Está espectacular.


bia_7.jpg

Longevidade


O jogo dura-vos umas 10 horas, no modo normal. A seguir a esse modo têm o Difícil e o Autentico, que são ambos bastante complicados de passar e são recomendados aos jogadores mais Hardcore. Também existe um modo multiplayer bastante fixe. Temos missões ao estilo de Counter-Strike. Uma equipa tenta defender uma AA gun e a outra tenta arrebentar com ela, ou capturar documentos secretos etc... O que é pena neste modo é que é bastante mais fácil para um jogador estar a defender do que a atacar. Mas no geral é bastante fixe o modo multiplayer e vai-vos agarrar por uns bons tempos. O jogo pode ser jogado com ecrã dividido, ou por system link ou pelo Xbox Live. Pena é não existir um modo cooperativo nas missões.


bia_8.jpg

Resumindo este jogo é indicado para quem gostou de Full Spectrum Warrior e Halo. É um excelente jogo, muito bem feito em todos os aspectos e também bastante bom a nível histórico. Até o recomendo para quem está a estudar a 2ª guerra em História pois podem aprender muito deste jogo.


Gráficos: 8 / 10


Som: 10 / 10


Jogabilidade: 10 / 10


Longevidade: 8 / 10


Nota final: 9 / 10


Analisado por: 2leggedfreak